veja também

EVAIR

O jornalista Roberto Avallone o apelidou de "El Matador". Evair Aparecido Paulino, o Evair, tinha motivos para ser temido, principalmente por defesas adversárias. Goleador nato, ele brilhou em quase todos os time que defendeu.

Nascido em Minas Gerais, começou a carreira no Guarani e ganhou sua primeira chance na equipe principal bugrina em 1985. No ano seguinte, o centroavante foi um dos destaques do time bugrino vice-campeão brasileiro (perdeu na final para o São Paulo, nos pênaltis). Evair também foi o vice-artilheiro da competição, ficou atrás de Careca.

 

O goleador permaneceu vestindo a camisa do Guarani até 1988, ano em que o clube campineiro chegou mais uma vez próximo de um título importante.


Contratado pela Atalanta, da Itália, Evair manteve a fama de goleador. Seu retorno para o Brasil aconteceu em 1991 para o Palmeiras. Conquistou os torcedores alviverdes que viviam um longo jejum de títulos (desde 1976 o Palmeiras não ganhava um campeonato importante). Evair foi um dos heróis do Verdão na vitoriosa campanha do Paulistão de 93. Na final contra o Corinthians, no Morumbi, o Palmeiras venceu a partida por 4 a 0 "El Matador" foi autor de dois gols naquele jogo.

 

Também ajudou o Palmeiras a vencer os brasileiros de 93 e 94 e o Paulista de 94. Deixou o alviverde no final de 94 para defender o Yokohama Flugels, do Japão, onde permaneceu até 1996.
Retornou ao Brasil para defender o Clube Atlético Mineiro. Em 1997 foi contratado pelo Vasco da Gama, com o estilo "garçom", fez várias assistências para seus companheiros, principalmente para Edmundo, artilheiro do Campeonato Brasileiro de 97. E com uma dupla tão afinada o Vasco garantiu aquele nacional.

 

O goleador foi a principal contratação da Portuguesa para o Paulistão de 98, seguiu marcando gols pelo time do Canindé e por pouco não disputou mais uma final de Paulista. A Lusa perdeu na semifinal do estadual para o Corinthians, no Morumbi, em partida polêmica que teve como juiz o argentino Castrilli. Muitos portugueses até hoje reclamam da arbitragem daquele jogo.


Em 1999, o retorno ao Palmeiras e a conquista da Libertadores da América. Na final da competição sul-americana, o Palmeiras derrotou o Deportivo Cali por 2 a 1, no tempo normal, e depois nos pênaltis. Evair marcou de pênalti no tempo normal e também converteu sua cobrança na dramática decisão das penalidades. Ele deixou o Palmeiras com a incrível marca de 127 gols em 245 jogos.

No ano seguinte, foi defender outro grande clube paulista: o São Paulo, fez parte do elenco campeão do Paulistão de 2000. Fez 31 jogos e marcou nove gols pelo São Paulo Futebol Clube.


Depois do São Paulo, seguiu marcando gols por Coritiba, Figueirense e Goiás. Gostou tanto de Goiânia que resolveu morar naquela cidade, e começou a carreira de treinador no Vila Nova (GO).

Para contratar Evair, entre em contato com a Connect. 

ENVELOPE_ÍCONE.jpg

Connect Pessoas & Marcas 

Rua Amauri, 116 | Itaim Bibi | São Paulo | SP - 01448-000

  • Connect Pessoas & Marcas
  • Connect Pessoas & Marcas
  • Connect Pessoas & Marcas
  • Connect Pessoas & Marcas

Contrato feito

Gimdozelinobis

Ter Sucesso Virou Moda

Zangolbireve